Escritor

 

 

 

 


  

 

 

 

 

 

 

 

Seu equívoco era permanecer num corredor de passagem
Papéis voavam enquanto
Escrevia
Eventualmente choviam
Sua sina era criar lugares errados para personagens azados
Sempre faminto
Escrevia
Em tinta permanente agora mesmo discorria num papel vagabundo
A cena
Em que a garoa fina
Dissolvia
O que a menina alegre desenhava
Dissolvia casas ruas flores caminhos árvores
Dissolvia o lápis e a mão da menina
E com ela iam-se os folguedos
As histórias e os poemas que um dia se teriam
A garoa dissolvia
Os papéis
Os livros futuros
As vidas e os mundos dos livros
Bibliotecas
Inteiras.

 

Digital artworks Christian Schloe

Im-previstos

 

 

 

 

bluethoughts

flat550x550075f-u1

 

tothemoonandback

 

themoon

 

 

 
As prateleiras estão repletas
de acasos
Aqui, um tropeço
Ali, um trevo de quatro folhas

Mais que repletas, estão caóticas
O egoísmo descansa bem ao lado do reconhecimento
A beleza junto à miopia

Estão desorganizadas
As luvas da memória, um de seus pares se perdeu
Coberto pelo pó e esquecimento

E superstições vão por todos os lados
Despachos se querem justos
Rezas se dizem sinceras
Provas se proclamam científicas

Sim, as prateleiras estão repletas
de acasos
Por qual outra razão Deus teria dado ao homem
Determinismo e livre-arbítrio?
 

 

Artworks by Catrin Welz-Stein

Pré-eclipse

 

 

 

 

 

 

Arte Poética

Que golpeie e golpeie
até que ninguém
possa se fazer de surdo
que golpeie e golpeie
até que o poeta
escute
ao fim acredite
que é a ele que chamam.

 

 

 

(Mario Benedetti)

 

 

 

 

 

 

Escuto

Escuto mas não sei
Se o que ouço é silêncio
Ou deus

Escuto sem saber se estou ouvindo
O ressoar das planícies do vazio
Ou a consciência atenta
Que nos confins do universo
Me decifra e fita

Apenas sei que caminho como quem
É olhado amado e conhecido
E por isso em cada gesto ponho
Solenidade e risco

 

 

 

(Sophia de Mello Breyner Andresen)

 

 

 

Deus

...é uma esfera inteligível, cujo centro
está em todas as partes
e a circunferência em nenhuma.
(Hermes Trismegisto)

 

 

 

 

 

 

 

Dentro

da árvore

tem o homem

 

 

Dentro

do homem

o coração

 

 

Pulsa

a veia

Escorre

o visgo

 

 

A mulher

no homem

tinge

a flor

 

 

No miolo

da flor

a árvore

arquiteta

 

 

 

O Mago

 

Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens.
(Fernando Pessoa)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Era noite
Ele caminhava
Havia um propósito
Em seu caminhar: fazer viver
Os pequenos vórtices ovais
Que brotavam
Das extremidades
De seu corpo

De suas mãos espalmadas
Surgiam pequenas conchas imaginárias
Seus pés descreviam uma trilha inesperada
Ziguezagueante
Uma aura de existência luminosa
Rodeava-o

Ele sabia
Não provinha dele
A magia
E sim de seu agir

Ele caminhava
Era noite
De seus pés emergiam
Dias por vir

 

 

 

Light painting by James Mills

Pausa

 

 

 

1b5b2063597fdf26064740273faadfe7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cria do lago

 

 

O vento

 

me causa

 

 

Traz-me

 

montanhas

 

 

Ondas

 

transbordam-me

 

 

 

O céu

 

se aproxima

 

 

Espelho-o

 

 

Uma orquestra

 

de nuvens

 

carrega

 

o tempo

 

por vir

 

 

 

Folhas

 

titilam-me

 

 

A tarde

 

pausa

 

 

Crio calma

 

 

Num mundo

 

conturbado

 

de pressa