Mandala de areia e Cecília Meireles


R e i n v e n ç ã o


Cecília Meireles

.

A vida só é possível

reinventada.

.

Anda o sol pelas campinas

e passeia a mão dourada

.

.

pelas águas, pelas folhas…

Ah! tudo bolhas

.

.

que vêm de fundas piscinas

de ilusionismo… – mais nada.

.

.Mas a vida, a vida, a vida,

.


.

a vida só é possível

reinventada.

.

Vem a lua, vem, retira

as algemas dos meus braços.

.

.

Projeto-me por espaços

cheios da tua Figura.

.

.

Tudo mentira! Mentira

da lua, na noite escura.

.

.

Não te encontro, não te alcanço…

Só – no tempo equilibrada,

.

.

desprendo-me do balanço

que além do tempo me leva.

.

.

Só – na treva,

fico: recebida e dada.

.

.

Porque a vida,

.

.

a vida,

.

.

a vida,

a vida só é possível

.

.

reinventada.

.

***

.

O cerimonial realizado por monges budistas,  de paciente e laboriosa construção de mandalas com areias coloridas, destruição pelo vento e descarte final em água corrente, faz parte de um ritual tibetano que reflete sobre a impermanência na vida.

Este, especificamente, aconteceu na cidade do Panamá entre os dias 16 e 20 de janeiro de 2006.

Quem quiser acompanhar a sequência completa, registrada por getthebubbles, pode ver por aqui – em mais de 100 slides.

Anúncios

2 comentários sobre “Mandala de areia e Cecília Meireles

  1. Sem,

    Ficou linda a poesia da Cecília Meireles intercalada com as fases da construção da mandala libetana, depois eles desmancham tudo representando a impermanência de todas as coisas, o eterno fluir… e há que ser muito livre de todas as coisas pra se soltar nesse fluxo e se deixar levar pela vida que só é possível reinventada a cada momento…

    bjs

  2. Adi,

    Sabe o que eu acho mais incrível? é o capricho na construção da mandala, mesmo sabendo que ela será destruída em seguida… eis outra bela metáfora para compararmos com a vida, ou, para inspirar o nosso cotidiano, não é porque tudo é passageiro que devemos descuidar de fazer o nosso melhor possível.

    Nunca presenciei pessoalmente um ritual desses, porém, como eu gostaria…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s