Palavra Escrita ~ Espelho Mágico

 

 

 

 

 

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.


Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.


Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.


Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


(Eugénio de Andrade)



É mineral o papel
onde escrever
o verso; o verso
que é possível não fazer.

 

São minerais
as flores e as plantas,
as frutas, os bichos
quando em estado de palavra.

 

É mineral
a linha do horizonte,
nossos nomes, essas coisas
feitas de palavras.

 

É mineral, por fim,
qualquer livro:
que é mineral a palavra
escrita, a fria natureza

 

da palavra escrita.

 

 

 
(João Cabral de Melo Neto)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s