Mercúrio

mercurio-pia12842

Ele gostará de viver aqui
fora
na luz
à sombra da poesia.

A poesia que ele faz pensando no outro
que para ele é como a chama poente do sol
o nascente de um sol
o crescente de um sol
avesso e interno.

Eu vejo como ele atravessa o horizonte
seguindo a direção da luz
vem e foge
de onde ela nasce
ele caminha para morrer
rumo ao inverso.

Ao contrário do que se diz
o chamado não está dentro
tesouro enterrado do imo
mas
fora
na chama
que o outro é para mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s