A primeira vez

 

 

Você estava subindo a montanha

e eu descendo o vale

quando nos encontramos

pela primeira vez.

Sorrimos um para o outro

com a simpatia implícita nos peregrinos

e a confiança no olhar

daqueles que conhecem seu destino.

Mas, nesse momento,

houve também uma grande confusão

de caravanas perdidas

e de animais atônitos

correndo em busca de abrigo

face à grande tempestade.

Por um momento petrificado

ficamos todos

irmanados

diante da natureza

muito mais que nós grandiloquente

rumorejando seus mais furiosos tropéis.

Barulho subindo pelos morros e

descendo das árvores

eclodindo nos céus, nas grotas,

no meio do nosso caminho.

Não sei quanto se passou

em chuvas, marés, noites, dias, luas

até que o silêncio retornasse do nada

com o tempo bom.

Voltamos a ser o que éramos

o que nunca deixamos de ser

eu ainda procuro ver o sol da sombra

da minha árvore no vale

e você mais uma vez sobe a montanha

para de lá avistar o vale.

 

 

Juçana Corrêa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s