Tanto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tanto

Tanto tempo para se fazer

Uma árvore

 

Tanto tempo

 

Primeiro

O vazio

Depois um quark

Um átomo

Uma molécula

E explosões

 

Foi preciso que primeiro surgisse o Universo

Antes da árvore

E se criassem

As estrelas

E a Terra

E a água viesse

Antes da árvore

 

Tanto tempo

Para que hoje em seus galhos

Esse passarinho trinasse

Essa folha indecisa caísse

De volta ao vazio

De que veio

 

Tanto tempo

Antes do homem

Para que a semente germinasse

Em outras

E em outras árvores se tornassem em húmus e vapor

Para que depois do homem se tornassem em mesas

Assoalhos

Barcos

Papel

Tapumes

Carvão

 

Tanto tempo

Até que viesse o homem

Inventar essas coisas da árvore

E a palavra

E dissesse: essa árvore é uma coisa entre coisas

E ele próprio se transformasse em coisa

Ao transformar vidas animadas em inanimadas

 

Tanto tempo

Até que um poeta como eu hoje venha

E diga: tanto tempo

E sobrevenha

Outro tempo

E outra árvore

Em outra Terra

Outras estrelas

E explosões

 

Tanto tempo

Para que um dia se volte (plenos ou esvaziados da viagem)

Para o Nada

 

 

 

(Juçana Corrêa)

Anúncios

2 comentários sobre “Tanto

  1. Que bela poesia, muito bonita. Ela me trouxe a lembrança de um sonho que tive tempos atrás. Eu estava flutuando no vazio, nada havia, somente a escuridão do espaço, então naquela vasta escuridão foi surgindo um pequeno ponto de luz, que foi crescendo, crescendo e iria se tornar um sol, e eu pensei: vai demorar pra isso. Mas não, e se tornou num sol. Mas eu tinha que voltar pra casa e pensei como vou fazer, estou tão longe, então ia passando um planeta e eu peguei carona nele. Sonho maluco, mas agora lembrando, me questiono sobre o espaço/tempo serem um só, acho que era essa a mensagem do inconsciente, que claro não compreendi. É!! mais uma coisa pra meditar, rsrs.

  2. Oi Adi,

    Vc me pegou aqui dando uma ajeitadinha em uma ou duas palavras no poema, mas que no final acho faz diferença…

    Eu disse ontem que não sabia exatamente porque tinha gostado tanto desse poema e que não é comum que goste logo de cara de algo que escreva – normalmente eu me sinto satisfeita com o que escrevo, mas não extasiada… acho que o ponto é justamente ter conseguido em algum momento do poema tocar no sentido da vida, no que considero o real significado da existência, não apenas da humana, mas da vida… o que me remete às últimas palavras atribuídas ao Buda Saquiamuni antes de morrer, segundo o Lama Samten: “eu manifestei um corpo de sonho, para o benefício de seres de sonho, imersos em sofrimentos de sonhos; eu não vim e eu não vou.”

    Parece niilismo, mas é o oposto. Falar em Nada aqui no poema é isso, o oposto do que a maioria das pessoas pode interpretar como um sentido niilista para a existência. Estou falando em Nada como a matéria e a energia escura que estruturam o Universo (ou os pluriversos), como a Natureza ou a Sabedoria Primordial dos budistas, a Psique Objetiva de Jung, constituída de arquétipos, o inconsciente de Freud, cuja maior manifestação são os nossos sonhos… por isso, tudo a ver, que vc tenha se lembrado de um sonho…

    Bem, eu estou numa maré positiva de poesias que estão vindo de alto-mar dar na minha praia… não sei exatamente o que aconteceu ou o que fiz, que me provocasse isso… está no momento uma confusão de palavras, como o litoral leste americano e região, depois da passagem da super tempestade Sandy, como lá eu aqui preciso recolher os mortos e os entulhos, botar ordem na casa… eu poderia estar louca, mas nunca estive mais sã… coisa que um louco de verdade tranquilamente falaria… rs

    Vamos ver o tempo e a paisagem que se mostrará depois disso…

    Bom final de semana e feriados! :)
    Até…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s