Mia Couto

Na África, cada velho que morre é uma biblioteca que arde
Diz Mia Couto, de provérbio africano

Morre hoje na África o velho Couto português, o Fernando
Pai do Mia, africano
salve o velho!
Lamentamos pelo filho

O filho
Um mestre
Poeta-contista
Escravo da língua, mas não da literatura
Posto se diz, não ser escritor, mas estar escritor
Agora, inventor de mundos, isto ele é

Um sábio?
Um Mestre!
Hoje
Filho

Hoje, que na África uma floresta se incendeia

 

10/01/2013

PS:

Aqui uma entrevista com o Mia Couto, no Roda Viva, exibida na TV Cultura no final do ano passado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s