Magia Negra

Bricolagem

 

 

 

constelação

 

 

 

 

Vou rasgar o horizonte do meio-dia em dois e colocar no meio do sol um poente

e precipitar por cima de tudo a lua

 

Um dia de eclipse total

 

De forma que no meio do dia em ocaso, nuvens rosadas no azul celeste suspirem

e numa repentina desabalada pelo negro abismo aberto do céu desapareçam

e se evidenciem na noite somente as estrelas

 

Uma noite de lua nova

 

Então, direi o nome oculto

e o céu gritará sem mais segredo o desenho neon da nova constelação surgindo

 

E quando vier a tarde real

será o nascer de outro dia no sonho

 

Com o sol e a lua ainda conjuntos, mas já se despedindo exaustos um do outro

e satisfeitos em si mesmos

se consumará no céu a vontade, no anúncio das estrelas pelo amanhecer sumindo

 

Um tempo comum por vir

 

 

 

Juçana

Anúncios

4 comentários sobre “Magia Negra

  1. Ai que bonito, me remeteu a uma travessia, como um transcendente estado de ser… um novo … é aquela travessia a que muitos anseiam e me incluo nesse “muitos”, rs.

    bjs

  2. Querida Adi,

    Saber que vc acompanha o que eu escrevo, e compreende os meandros da minha poesia muitas vezes obscura, me dá uma alegria enorme… é que eu sofro da ilusão da solidão, mas gosto de acreditar que isso é apenas uma ilusão; e muitas vezes os seus comentários me fazem acreditar nisso, e de que sim, nós podemos nos tocar e nos compreender vez ou outra…

    Adi, eu não esqueci do Bardo Thodol, o que acontece e que não publico até hoje é de que me dei conta que a coisa é muito maior do que supunha, que implica bem mais do que a mera publicação de um post com informações das crenças ou costumes curiosos de uma cultura alheia… ao contrário, é algo interno a mim, e que ressoa ao mesmo tempo que abala a minha visão de mundo, de um modo absolutamente inesperado, faz uma espécie de fechamento mais justo ao mover as minhas ideias de raiz sempre tão ocidentalizadas… e eu me pergunto – como foi que cheguei até aqui mesmo? não acreditando piamente em reencarnação e na existência do carma, mas incorporando sim o profundo sentido da existência dessas coisas na vida?

    “Tudo muda o tempo todo” diz o refrão da música… :)

    Estou sofrendo de uma espécie de acomodação de terreno após forte abalo sísmico, e esse tipo de movimento quase não requer nada de nossa parte racional e consciente, apenas dar tempo ao tempo (confiando no deus Cronus) para que os pesos se acomodem na base, no profundo psiquismo… esse ponto de vista é bem próprio da visão junguiana: muitas coisas em nós se transformam por nosso esforço consciente, mas, sem o trabalho subterrâneo do inconsciente, se o irracional não fizer a sua parte, a transformação não se dará por completo, nem será harmônica…

  3. Querida Sem,

    Estou sempre por aqui e acho lindo o Sopoesia, gosto muito principalmente da sua poesia. Eu também sofro dessa mesma ilusão, mas também sei uma ilusão desse sentimento de solidão, sei fazer parte dessa travessia que cada um tem que realizar completamente por si mesmo e como que isolado de tudo o mais…

    Quanto ao Bardo Thodol, eu entendo como é isso. Tenho dois posts pra terminar, e a coisa toda também tomou um rumo tão maior, quase além da minha compreensão ou quadro mental pode alcançar. Então não dá pra publicar por publicar, tem que fazer sentido dentro de mim. São intuições que passam aqui e ali, mas ainda não tenho a imagem completa disso.

    Estamos sempre nesse jogo de harmonia e equilíbrio entre seus opostos, visando colher os frutos desse embate… por vezes isso cai no nosso colo e somos revigorados, por outras temos que ir mais fundo, mergulhar na escuridão das incertezas e confiar… dolorido, mas nada mais nos resta a não ser aguardar e confiar. Acho que 2013 está transbordando da energia de Saturno, sinto isso na minha vida e só o tempo dirá.

  4. Adi,

    Estamos de acordo em tudo :) menos no que tange ao seu julgamento parcial e favorável da minha poesia…

    Olha lá, Adi, inclusive para a astrologia tradicional, esse ano será (está sendo) regido por Saturno…

    E para a astrologia chinesa o ano é o da “serpente de água”…

    Terra e água, movimentos ondulatórios e subterrâneos… portanto, coisas bastante reptilianas e basais devem nos influenciar e acontecer por esse ano, para o bem e para o mal…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s