Mundo Novo

Seja a Mídia http://www.webrealidade.org/

 

 

 

 

1385047_579625868752247_243901053_n

 

 

 

Olho-o com o desconforto da cabeça mal voltada
E com o desconforto da alma mal-entendendo.
Ele morrerá e eu morrerei.
Ele deixará a tabuleta, eu deixarei os versos.
A certa altura morrerá a tabuleta também, e os versos também.
Depois de certa altura morrerá a rua onde esteve a tabuleta,
E a língua em que foram escritos os versos.
Morrerá depois o planeta girante em que tudo isto se deu.
Em outros satélites de outros sistemas qualquer coisa como gente
Continuará fazendo coisas como versos e vivendo por baixo de coisas como tabuletas,

À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

(Álvaro de Campos)

 

 

 

 

 

Quanto mais fundo mergulhamos em nós descobrimos o outro

E é nessa distensão entre o dentro e o fora que criamos asas

Voamos

 

Voar é milagre

Ato doloroso de descoberta do mundo

E maravilhamento com a vida

 

Voar requer duas asas

Sustentar duas asas com perfeição

As asas que recebemos da graça divina quando temos propósito

 

Voamos quando estamos imersos unicamente em problemas pessoais?

Voamos quando fechamos os nossos olhos à paisagem ao redor?

 

Amor Verdade Beleza Liberdade Justiça são linguagens de pássaros

 

Escuta a canção solidária da vida

Dê asas à sua imaginação

 

Voar é milagre

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s