Essência

 

 

 

 

 

Você pode um dia se perguntar

quem sou?

Sonhar num momento que é tudo

para em seguida descobrir que é nada.

Você pode nunca encontrar uma

resposta.

Mas você é livre.

 

Você pode acreditar em destino

ou em nada.

Pode pensar que na sua vida

somente você é que manda,

ou que anjos, estrelas,

parentes e sociedade

também são determinantes.

Pode acreditar numa coisa ou noutra,

ou numa terceira alternativa.

Você pode nunca pensar sobre

o assunto.

Mas você é livre.

 

Você pode formar vínculos.

Vir de uma grande ou pequena

família.

Ser de poucos ou de muitos amigos.

Pode escolher com quem vai namorar,

com quem vai casar, se for casar,

e se for para ter filhos, quantos.

Pode também escolher ter ou não

um ou vários animaizinhos de estimação.

Você pode cultivar mal ou bem

os seus vínculos.

Mas você é livre.

 

Você pode escolher uma profissão

ou simplesmente ir levando.

Pode estudar

e continuar estudando.

Gostar ou não do que faz.

Ser profissional ou amador no que faz.

Pode planejar por anos e num dia mudar

de profissão.

Mas você é livre.

 

Você pode não ter escolha,

ter nascido

numa família pobre ou rica,

mulher ou homem, cis ou trans,

com a pele clara ou escura, aqui

ou no estrangeiro.

Pode ter alguma doença congênita,

a orientação sexual homo ou hétero,

bi ou pan, ou muito pelo contrário.

Você pode ou não transcender

o que herdou

e fazer o melhor ou o pior

daquilo que nunca pôde

escolher.

Mas você é livre.

 

Você pode ter ideais humanitários

ou agir como um ser egoísta.

Pode fazer algo pelo qual acredita

ou se dobrar ao que há

e cumprir ordens

apenas.

Você pode até

se suicidar.

Mas você é livre.

 

Você pode assumir compromissos

e ser fiel a eles.

Pode desistir dos compromissos

quando eles deixarem de ser

necessários.

Mas você é livre.

 

Você pode seguir com esta

ou com aquela crença na vida.

Ter alguma ou nenhuma religião.

Crer num único ou vários

deuses

ou ser um ateu convicto

e ser ainda ou não um materialista.

Você pode crer apenas na matéria,

nos corpos físicos,

no que seus olhos possam comprovar.

Um dia você pode ver OVNIs.

Comprovar a existência do inconsciente,

da alma,

dos sete corpos astrais,

e de mil outras coisas que não se vê,

mas existem.

Você pode acreditar até em duendes

e em coisas que até Deus duvida

ou pode fazer da Ciência a sua única

fonte de crença.

Mas você é livre.

 

Você pode ter este ou aquele

temperamento.

Ser uma pessoa fácil ou difícil.

De trato agradável ou rude

com os outros

e nunca saber bem o porquê

de brigar por qualquer motivo

ou de não ser de briga nenhuma.

Você pode ser alguém flexível

feito o trigo ao se dobrar ao vento,

ou inflexível como os rochedos

desgastados pelo mar.

Você pode buscar a nobreza solitária

de um pinheiro na campina

ou o profícuo convívio subterrâneo

dos bambus.

Mas você é livre.

 

Você pode ser severo

ou generoso consigo mesmo.

Pode ser seu pior

ou melhor amigo.

Pode refletir sobre si

e achar que ora é mais, ora menos,

sem nunca saber qual é a sua justa medida.

Pode confundir a essência com a aparência

e acreditar que é a idade que hoje tem,

as roupas que veste,

os livros que leu,

os lugares que frequenta

ou as posses de sua família.

Pode achar de si o que os outros pensam

ou dizem a seu respeito.

Pode procurar-se com afinco vida afora

e nunca

se descobrir.

Mas você é livre.

 

Você pode temer a velhice,

botar botox na cara

e ao invés de mais bonito e jovem

ficar mais feio e sem vida.

Pode temer a pobreza,

passar a vida juntando economias

e ao invés de mais rico ou seguro

se tornar num sovinas apenas.

Pode, por medo de não ser desejado,

ou de não ser uma pessoa especial,

seguir a moda à risca

e se tornar numa pessoa banal.

Acima de tudo você pode temer

a morte

e por causa disso você pode deixar

de viver.

Mas você é livre.

 

Você pode votar ou não

para presidente.

Ser a favor ou não da reforma política,

da reforma fiscal e de outras tantas.

Admirar esta ou aquela personalidade

pública

ou ser incapaz desse tipo de admiração.

Você pode viver numa sociedade

a achar que tem tudo ou nada com isso.

Mas independente do que acredite

você só tem a ver com o lugar em que vive.

Então, tenha cuidado,

você pode perder sua alma se não se cuidar.

Justo ou injusto,

você pode ou não dar a mais do que recebe.

Pode ser crítico da sociedade de consumo

e uma de suas vítimas.

Pode ser uma marionete do sistema

sem ver os fios atados aos seus membros,

coração e mente.

Mas você pode virar o jogo.

Pode vibrar com o Brasil,

ser contra a Copa das Tropas e das Remoções

e a favor da Copa das Manifestações.

Pode ser contra a FIFA

e a favor do futebol.

Pode torcer para que não tenha aqui a Copa

que eles querem.

Você pode ir bem perto da raiz das coisas

e se tornar num radical inconsequente

ou consequente.

Mas você é livre.

 

Você pode fazer poesia.

Escrever contos.

Pintar quadros.

Tirar fotografias.

Jogar tarô e xadrez.

Tomar sol e chimarrão só no inverno.

Pode fazer protesto e cair na folia.

Gostar de silêncio e funk.

Ser adepto desta ou daquela dieta.

Acompanhar as fases da lua.

Fazer uma depilação radical.

Deixar a barba crescer enquanto planeja uma tatuagem.

Lavar a louça e deixar de arrumar a cama.

Você pode ser um viciado no Twitter e meditar nos intervalos.

Pode deixar sua conta no Facebook e jurar tomar a última Coca-Cola.

Pode parar de fumar e trafegar no trânsito engarrafado.

Pode customizar camisetas de grife.

Você pode tudo. Ou quase tudo.

O que você não pode, e algo que jamais poderá,

é evitar,

no espaço do cuidado

e no tempo do cultivo,

colher dos frutos do que anda fazendo,

e do que anda deixando de fazer,

nesse exato momento,

em atos,

pensamentos ou intenções.

Doces ou amargos

os frutos e os não-frutos

amadurecem.

Suaves como um veludo de outono descem sumos agora por sua boca

ou rascando-lhe

a garganta.

Você tem o seu carma a cumprir, mas…

você é livre.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s