Ideal

 

 

 

 

a palavra não-palavra

nunca dita

nunca ouvida

o signo puro

mal e mal percebido

por ora é o que nos move

e faz sentido

a fome não satisfeita

a satisfação ausente

a ausência pura

a inquietude rebuliçosa

de aves

migratórias

em busca

do encontro

com a distância

que se afasta

na medida

em que se aproxima

do alvo

que nos move

o objeto que nos faz acordar

jaz

adormecido

em seu ninho

aquilo

e aquele

que nos desperta todos os dias

nos sonha

aventuras perigosas

em busca

de outro ninho

mais rubro

mais encarnado

mais vermelho

mais                  mais                             mais

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s