Circo

 

 

 

o

Ο

 

 

 

 

 

Na roda

estava lá

 

Briga

de passarinho

 

Festa

para os ouvidos

do homem

 

Olha!

a poesia e o fel

juntos

 

E a roda

não para

 

Tempestade

no mar

 

Festa

para Netuno

 

E gira

o mundo

 

(Quero sair

mas não encontro

a saída)

 

Cravada a terra

ao redor do sol

 

E a lua

e Saturno em redor

 

Vida e morte

ah! nunca as separe

 

(Quero sair

mas quem quer)

 

Para compreender

 

A Arte

 

Som de nada

que move o mundo

 

Verte-se

o fel

 

E versos

vem atrás

 

Olha

as ondas

alisando

as areias

após a tempestade

 

Já não quero sair

 

Giro

 

Dança

entre pares

 

Tropeços

 

E os pares

qual polos (opostos

e unos) se invertem

 

E tudo tudo

se mostra

 

Gira

gira

 

Circo

sem saída

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Circo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s