Com o peso da poesia

 

Um dos mistérios da poesia é que uma coisa só se parece com ela
quando comparada a outra.

(Mario Quintana)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma metáfora
com o peso
da poesia
desabou do céu.

 
Bueiros
entupidos
de corrupção
alagaram as ruas.

 
Os danos
são incalculáveis.
Era previsível.
Não culpem a metáfora.

 
O cerne da problemática
está na cidade
alienada
da poesia.

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Com o peso da poesia

  1. Também não culpem o poeta.
    Nem o poeta que escreve,
    Nem o poeta que cria
    A cada leitura a sua própria poesia.

    Porque, como a metáfora,
    A poesia é viva,
    Modifica-se em significados,
    Em cada alma
    E sentimentose de cada leitor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s