Esperança

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

escrevo
poemas transferíveis e impessoais
na esperança de que alguém os adote
como seus
exclusivamente seus
intransferíveis e pessoais

 

 

 

Paint Mihail Korubin
Anúncios

2 comentários sobre “Esperança

  1. Assim são os poemas. Como sementes levadas nas chuvas, surpreendem já arbusto. Algum solo sensível, úmido e iluminado acolheu e transformou. Não é nada que houve antes. É único e próprio. Recriado em cada alma, em cada vida. Outro poeta o tomou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s